Com o objectivo das reedições dos três primeiros álbuns (“Veneno” – 1987, “Portem- se Bem!” – 1989, “Peste & Sida é que é!” – 1990) finalmente concretizado, os Peste & Sida apresentaram-se a 6 de Novembro de 2015 no RCA em Lisboa para celebrar com um concerto que acabou por se tornar mais um momento histórico.


A noite adquiriu uma aura especial e emblemática pelas circunstâncias extraordinárias que se conjugaram: a localização no bairro de Alvalade, histórico para a banda, a lotação esgotada que em poucas horas deixou a sala a rebentar pelas costuras e a participação de treze convidados, músicos e amigos da banda que ao longo dos anos integraram as diferentes formações ou que colaboraram e contribuíram para a família Peste & Sida com o seu talento e criatividade, juntos de novo para revisitar os quase 30 anos de músicas dos Peste & Sida, num palco com duas baterias montadas e prontas a rockar em simultâneo!

Os Peste & Sida são uma banda de rock portuguesa constituída no Verão de 1986, em Lisboa. A banda era formada por João San Payo (baixo), Luís Varatojo (guitarra) Fernando Raposo (bateria) e João Pedro Almendra que se junta ao grupo para se encarregar das vocalizações; (Orlando Cohen) entra pouco depois.


Os Peste & Sida participam no 4o Concurso de Música Moderna do Rock Rendez-Vous, mas entretanto conseguem contrato de gravação com a independente Transmédia e editam o LP Veneno em1987. A banda começa a dar muitos espectáculos e faz algumas primeiras partes dos Xutos & Pontapés entre outros. Sai Portem-se Bem, o segundo álbum de originais em 1989. Lançam ainda o Maxi-single Reggaesida, em 1989 e já sem Orlando Cohen. Ao mesmo tempo que João Pedro Almendra sai.


A banda prepara o seu novo trabalho discográfico, que sai em Abril de 1990, com o título Peste & Sida é Que é. Entra como segundo guitarrista, (vindo dos Vómito), Nuno Rafael, Raposo abandona a bateria e para o seu lugar entra Marco Franco, ainda a tempo de participar nas gravações do próximo álbum do grupo: Eles Andam Aí em 1992.


Em 1993 é editado o disco O melhor dos Peste & Sida, que é um somatório dos dois discos gravados para a editora Polygram. Entram para o grupo João Cardoso (teclas) e Sérgio Nascimento (bateria), este último a substituir Marco. O grupo, com esta nova formação toca no Terreiro do Paço, em Lisboa, nas comemorações do 25 de Abril, e apresenta uma versão de “Bully Bully”, clássico de “rhythm'n'blues” que intitulam “Bule Bule”. Em 1994 participam no disco e no concerto no estádio José Alvalade de homenagem a José Afonso com a sua versão de “O Homem da Gaita”.


Desde 1991, o grupo começara a ter uma actividade paralela sob o nome de Despe & Siga, interpretando versões em português de clássicos do rock. Durante algum tempo existiriam os Peste & Sida e os Despe & Siga, até que João San Payo entra em ruptura com os restantes membros do grupo por ser o único a querer manter os Peste & Sida. João San Payo tentou a reunião com Orlando Cohen e Fernando Raposo fazendo a banda sonora de Crime e Castigo, de Dostoiévski, numa peça no Teatro da Mala Posta. Não surtiu efeito a reunião mas ficou material que João San Payo guardou e algum sairá mais tarde no disco Tóxico.


Em 2004 saí o quinto disco da banda com o título Tóxico. Esta edição de autor, gravada nos estúdios Crossover, em Linda-a-Velha, contou com a formação: João San Payo (voz e baixo), Orlando Cohen (guitarra), João Alves (guitarra, voz) e Marte Ciro (bateria e voz).


A banda comemorou 20 anos de existência em 2006, e enquanto decorria a tour começou a preparar o novo trabalho a apresentar em 2007, o novo trabalho de originais que se chama Cai no Real. Em 2007 editam o álbum Cai na Real e em 2011 Não Há Crise. Ainda em 2011 sai a compilação Peste & Sida – Bandas Míticas II Volume 22 pela Editora Levoir.


Na actualidade a banda conta com João San Payo na voz e guitarra-baixo, João Alves nas guitarras e voz, Sandro Oliveira na Bateria e voz e Ricardo Barriga na guitarra como músico convidado.

Peste & Sida is a Portuguese rock band formed in the summer of 1986 in Lisbon. The band was formed by João San Payo (bass), Luís Varatojo (guitar) Fernando Raposo (drums) and João Pedro Almendra who joins the group to take charge of vocals; Orlando Cohen comes shortly after.

Peste & Sida participates in the 4th Rendez-Vous Rock Modern Music Contest, but in the mean time they recorded with the independent Transmedia and edit the Veneno LP in 1987. The band begins to give many shows and makes some first parts of the Xutos & Pontapés concerts, among others. Sai Porte-se Bem, the second album of originals in 1989. They also released the Maxi-single Reggaesida, in 1989 and already without Orlando Cohen. At the same time that João Pedro Almendra leaves.

The band prepares their new album, which comes out in April 1990, with the title Peste & Sida é Que é. Raposo leaves the drums and in his place enters Marco Franco, still in time to participate in the recordings of the next album of the group: Eles Andam Aí in 1992.
In 1993 the best Peste & Sida album is released, which is a sum of the two records recorded for Polygram. Enter João Cardoso (keys) and Sérgio Nascimento (drums). The group, with this new lineup, plays at Terreiro do Paço, in Lisbon, on the 25th of April, and presents a version of "Bully Bully", a classic of "rhythm'n'blues" titled "Bule Bule". In 1994 they participated in the disc and the concert in the José Alvalade stadium in a tribute to José Afonso with his version of "O Homem da Gaita".

Since 1991, the group has started a parallel activity under the name of Despe & Siga, interpreting Portuguese versions of rock classics. For a while there would be the Peste & Sida and the Despe & Siga, until João San Payo breaks up with the rest of the group because he is the only one who wants to keep the Peste & Sida. João San Payo tried the meeting with Orlando Cohen and Fernando Raposo making the soundtrack of Dostoyevsky's Crime and Punishment in a play at Teatro da Mala Posta. The meeting was not effective but there was some material that João San Payo kept and some will come out later on the album Toxic.

In 2004 the fifth album of the band comes out with the title Toxic. This author's edition, recorded at the Crossover studios in Linda-a-Velha, featured João San Payo (vocals and bass), Orlando Cohen (guitar), João Alves (guitar, vocals) and Marte Ciro (voice).

The band celebrated 20 years of existence in 2006, and during the tour they began to prepare the new work to present in 2007, the new work of originals that is called Cai na Real. In 2007 they publish the album Cai na Real and in 2011 Não Há Crise. Also in 2011 comes the compilation Peste & Sida - Mythical Bands II Volume 22 by Editora Levoir.

Currently the band has João San Payo on vocals and bass guitar, João Alves on guitars and vocals, Sandro Oliveira on Drums and vocals and Ricardo Barriga on guitar as guest musician.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now